quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Mr . José - Globetrotter . I'll do what it takes ! Never give up .

















MADU - Escola de Idiomas .
Rua Zeferino da Boa Vista 113 - Bom Fim - Guaibinha City Hills .
CNPJ : 28.645.558/0001-43
Fone : 051  981641690
E-mail : madumusic@yahoo.com
http://www.facebook.com/mario.dutra.58
https://twitter.com/madumusic



Let´s  start  our  show  on the  road  again , right now . As  you know , we`re  going to do this one once a week . But , please , ckeck it everyday , ok ! 

Grammar , Speaking , Listening , Reading and  Writing  . 



Step  2 . 

Step 3 .



ON CALL

Quando se diz que alguém está "on call", significa que esta pessoa está de prontidão, podendo ser chamada para trabalhar a qualquer momento.

Por exemplo:

My doctor is on call, so he will come when I am ready to have the baby.


I will not work on Friday, but I will be on call in case they need.

Exercises - On Line . Click please .



Connectives .




English  Conversation Oxford .















SIMPLE PRESENT

Sujeito (pessoa) + verbo (sem alteração ou terminado em -s/-es/-ies para he/she/it) + complementos
Em geral, é o primeiro tempo verbal que os alunos de inglês aprendem, e normalmente com o verbo to be (ser/estar).
A função do simple present é dizer algo que é uma verdade constante, um fato, rotina ou preferência. Veja esses exemplos:

I am Daniela. (Eu sou a Daniela.) She loves Korean food. (Ela ama comida coreana.) They never wake up before 9 a.m. (Eles nunca acordam antes das 9h.) We work from Mondays to Saturdays. (Trabalhamos de segunda a sábado.)

AFIRMATIVA

Como dissemos antes, para a maioria dos sujeitos (I, you, we, they), os verbos não mudam. Os verbos na terceira pessoa do singular (he, she ou it) ganham “s” ou “es” como terminação.
Regra Geral: acrescente “s” 
She likes music. (Ela gosta de música.) He runs so fast! (Ele corre muito rápido!)
Verbos terminados em “s”, “z”, “ch”, “sh”, “o” ou “x”: acrescente “es”
He misses his family. (Ele sente falta de sua família.) She goes to school by foot. (Ela vai para a escola a pé.)

Verbos terminados com “y” após uma consoante: tire o “y” e acrescente “ies”
She studies every day. (Ela estuda todos os dias.)
Have (ter, possuir) vira has
My dog has blue eyes. (Meu cachorro tem olhos azuis.)

NEGATIVAS

Para verbos no geral, don’t ou do not para I, you, we ou they:
I do not know the answer. (Eu não sei a resposta.) They don’t like the cold. (Eles não gostam do frio.)
Doesn’t ou does not para he, she ou it:
She does not agree with him. (Ela não concorda com ele). It doesn’t make sense. (Isso não faz sentido.)

PERGUNTAS

Em inglês, independentemente do tempo do verbo, construímos a pergunta com o verbo auxiliar (como do ou does, no caso de perguntas no presente) antes da pessoa.
Do you like flowers? (Você gosta de flores?) Where does he work? (Onde ele trabalha?)
A exceção dessa regra é o verbo to be – veja no nosso blog. Ele serve tanto como verbo principal quanto auxiliar.
Are we good students? (Somos bons alunos?) Is she okay? (Ela está bem?)





PRESENT PROGRESSIVE OU PRESENT CONTINUOUS

Para falar de algo que está fazendo no momento, use o present continuous ou present progressive:
Sujeito (pessoa) + verbo to be + verbo principal com -ing + complementos da frase
Quando usamos esse tempo?
Uma ação acontecendo agora:
You are reading this now. (Você está lendo isto agora.)
Uma ação que acontece num período delimitado de tempo:
Maria is traveling this week. (Maria está viajando esta semana.)
Uma ação planejada para um futuro breve:
We are playing tennis next Sunday. (Vamos jogar tênis no próximo domingo.)
Para formar a negativa destas frases, coloque not + to be + simple present + -ing:
I am not listening well. (Não estou escutando bem). They aren’t going out. (Eles não vão sair.)

Para perguntas, segue-se o modelo simple present, + to be + pessoa + -ing:
Are you travelling on the holiday? (Você vai viajar no feriado?) Is it going to work? (Isso vai funcionar?)
Atenção: de acordo com a gramática, alguns verbos não admitem a forma ing, porque são verbos de ação pontual, que começa e termina. Portanto, não fariam sentido com -ing. Porém, há registros de usos informais desses verbos:

FUTURE (FUTURO)

FORMA 1: A forma mais simples do futuro é com will, porque ele é igual para todas as pessoas, seja no singular ou plural. Usamos quando queremos falar sobre fatos que acreditamos que acontecerão, para dar palpites ou sobre decisões espontâneas.
Sujeito (pessoa) + will + verbo principal + complementos da frase
She will be in college for four years. (Ela estará na faculdade por quatro anos.) You won’t like that movie. (Você não vai gostar daquele filme.) Okay, I’ll eat lunch with you. (Okay, vou almoçar com você.)
Como sempre, as perguntas são feitas com o auxiliar do verbo vindo antes da pessoa:
Will you come with me? (Você virá comigo?)

FORMA 2: É similar à forma do present continuous. Usamos quando algo já está planejado ou quando chegamos a uma conclusão sobre o futuro.
Verbos de sentimentos Verbos de sentidos, sensações Verbos de ações mentais Verbos que indicam posse Verbos de estado
Love, hate, like, prefer, regret, want, wish , Feel, hear, see, smell, taste, touch , Believe, understand, know Belong, have ,  Cost, fit, mean, suit . 

Sujeito (pessoa) + verbo to be + going to + verbo principal + complementos da frase
Este tipo de futuro está num momento, em geral, menos distante do que o will, nas seguintes situações:
I’m going to have lunch with you. (Vou almoçar com você.) We are going to go together. (Nós iremos juntos.)

FORMA 3: Enfim, chegamos ao formato de futuro com o present continuous. O uso deste formato pressupõe que você não só já tem o plano como já tomou todas as medidas para que ele aconteça. É por isso que ele costuma se referir a um futuro mais próximo.
Sujeito (pessoa) + verbo to be + verbo principal com -ing + complementos da frase
Vamos ver dois exemplos para contrastar:

• Com going to 
I’m going to play soccer on Saturday. (Vou jogar futebol no sábado.)
Você já tem o plano em mente, mas é possível que esse fato não aconteça. Também é provável que jogar futebol aos sábados não seja comum para você.
• Com o formato de present continuous

I’m playing soccer on Saturday. (Vou jogar futebol no sábado.)
A tradução da frase é a mesma, porém, com esta construção, dá a entender que a probabilidade do fato acontecer é grande. Neste caso, é mais provável que jogar futebol aos sábados seja uma atividade comum para você. 

PAST (PASSADO)

Simple Past
Usamos para falar de fatos que aconteceram no passado, já terminaram e não têm nenhuma ligação com o presente. Nisso, incluímos relatos do que fizemos, histórias, notícias, etc. Para transformar um verbo regular em passado, acrescentamos “ed” ao final dele.
They called me last night. (Eles me ligaram ontem à noite.) Yesterday, I baked a cake. (Ontem, eu assei um bolo.) We studied all night long. (Estudamos a noite toda.) When I saw the sign, I stopped. (Quando vi a placa, parei.)
Note que, quando um verbo regular é escrito no passado, caso ele termine em “consoante + vogal + consante”, dobramos a última consoante (como em stop      stopped).




DICA CULTURAL: no inglês britânico, há uma exceção. Independente da sílaba tônica, se o verbo terminar em consoante + vogal + “L”, o “L” é sempre dobrado. É o caso de travel (viajar), cuja sílaba tônica é a primeira. Um americano escreveria traveled no passado, mas um britânico registraria travelled, com dois “L”.
Todos os exemplos acima são verbos regulares. Já os verbos irregulares, que mudam completamente quando no tempo passado, não possuem regra específica. Os mais conhecidos são go (went), come (came), give (gave), find (found), know (knew), feel (felt), see (saw). Tenho uma  um vídeo bem legal aqui em nossa pagina .
Já as perguntas e negativas são mais simples: basta estarem acompanhadas do auxiliar did, que é a forma passada de do. Did já sinaliza que a frase está no passado, assim, o verbo principal volta à forma presente:
Did you talk to them? (Você falou com eles?) No, I didn’t see any of them yesterday. (Não, eu não vi ninguém ontem.)

PAST CONTINUOUS

Descreve ações que começaram em um tempo no passado e que estavam acontecendo quando outra ação ocorreu.
Sujeito + was/were + verbo com ing + complementos
Tom called me while I was washing the dishes. (Tom me ligou enquanto eu estava lavando a louça.) They were standing by the door. (Eles estavam parados à porta.)

PRESENT PERFECT

Não é à toa que quem aprende inglês pode achar esse tempo verbal difícil, ao menos, no começo. Ele não tem equivalente na nossa língua. Mas não se preocupe, depois que você pegar o jeito de usar, verá que ele é muito útil, e fica até mais fácil.
Sujeito (pessoa) + have/has + verbo no particípio + complementos
Usamos o present perfect quando:
• Algo que começou no passado e ainda é verdade no presente
I have lived here since I was 10 years old. (Moro aqui desde os 10 anos de idade).
• Algo que começou no passado e ainda não terminou, conforme esperávamos que tivesse terminado
She still hasn’t found her card. (Ela ainda não encontrou seu cartão.)
• Processos que acontecem com o decorrer do tempo e cujo o efeito pode ser sentido hoje
I have had seven meetings this week. (Tive sete reuniões esta semana.)
Observação: o fato de eu ter usado o present perfect aqui indica que este processo ainda não terminou, ou seja, que eu ainda vou ter mais reuniões antes de a semana acabar. E o efeito de tantas reuniões está sendo sentido.)
•  Algo que já aconteceu, mas não importa quando: se os efeitos ainda podem ser sentidos ou o fato foi muito marcante, você pode usar o present perfect, desde que não dê datas exatas.
My family has been to London. (Minha família já esteve em Londres – uma vez na vida, não importa quando, mas foi uma experiência única, que marcou).
Tão importante quanto saber usar o present perfect é saber quando não usar. São duas situações:
1) Não use com datas dizendo quando aconteceu. Veja a diferença: 
Present Perfect:
My family has been to London. (Minha família já esteve em Londres.)
Simple Past:
My family traveled to London in 2005. (Minha família viajou para Londres em 2005.)
2) Não use com ações definitivas e pontuais, como nascer ou morrer. Present perfect pode ser usado com viver:
They have lived a long, happy life. (Eles viveram uma vida longa e feliz.)
Nascer, que é algo pontual, tem um momento exato, fica com o simple past:
Her child was born yesterday. (O filho dela nasceu ontem.)

TABELA COMPARATIVA DOS TEMPOS VERBAIS

Que tal ver os verbos todos juntos em um só lugar para ajudar?
Simple Present (presente, fato, hábito)
Simple Past (passado simples, algo que aconteceu e já acabou, pontual)

Past Continuous (algo que estava em processo no passado)
Past Perfect (Passado anterior a outro passado)
Present Continuous (está acontecendo agora ou num futuro breve)
Present Perfect (começou no passado e ainda é verdade ou ainda é importante)

I study at that school. (Estudo naquela escola.)
She reads a lot. (Ela lê bastante)
We run every morning. (Corremos toda manhã)
I am studying at that school. (Estou estudando naquela escola.)
She is reading a magazine now. (Ela está lendo uma revista agora.)
They are running at the beach. (Eles estão correndo na praia.)
I have studied at that school my whole life. (Estudei/Estudo naquela escola a vida toda.)
She has read tons of papers this weekend. (Ela leu um monte de trabalhos esse fim de semana.)
This year, you have been running faster. (Este ano, você anda correndo mais rápido.)
I went to school yesterday. (Fui à escola ontem.)
He walked his dog yesterday. (Ele passeou com o cachorro ontem)
Last night, you danced beautifully. (Ontem à noite, você dançou de um jeito lindo.)
I was going home when my mom called me. (Estava indo para cada quando minha mãe me ligou)
He was walking around when it started to rain. (Ele estava andando por aí quando começou a chover.)
We were dancing, but the party was over. (Estávamos dançando, mas a festa tinha acabado.)
I had gone home by the time you got there. (Já tinha ido para casa quando vocês chegaram lá)
He had walked out when I called.  (Ele tinha saído quando eu liguei.)
They were tired, because they had danced all night long. (Eles estavam cansados, porque tinham dançado a noite toda.)
Simple Future 1 – will (fatos que acreditamos que acontecerão, para dar palpites ou sobre decisões espontâneas)
Simple Future 2 - to be going to (algo já está planejado ou quando chegamos a uma conclusão sobre o futuro)
Simple Future 3 - be + ing (futuro já planejado, com tudo certo para acontecer)
I will move out to another city next year. (Vou mudar para outra cidade no ano que vem.)
It will be decided in a week. (Ele passeou com o cachorro ontem)
I am going to see my grandparents next week. (Vou ver meus avós na semana que vem.)
It is going to be decided tomorrow. (Será decidido amanhã.)
I am leaving in a few minutes. (Vou sair em alguns minutos.)

It is being decided in a minute. (Será decidido em um minuto.) 

Supply the preposition in , on , out , under , between , around , behind or in front of . 

in : dentro 
on : sobre 
out : fora
under : embaixo de 
in front of : em frente de 
behind : atrás de 
around : ao redor de 
between : entre ( dois )   
among :  entre vários 

1 . The mouse , the cat and the dog are running __around__the house .
2 . The mouse is _in front of _ the cat .
3 . The cat is _between_the mouse and the dog .
4 . The dog is behind _ the cat .
5 . The children are _in_the car .
6 . The mother is _on__the car .
7 . The turtle is  _under _ the car .
8 . The car is _in front of _ the garage .
9 . The father is _in _ the  house .
10 . The mother and the children are _out _ of the house .


Right now , we´re  going to check together about colors . Are you already ready ?




Do you know how to use it ?

Could you tell  me , please , what´s the meaning of 
Could you tell me , plaease , what  does that mean ?
Could you tell me , please , what does it mean ?
Could you tell me , please , what it means ... ? 

Always  :  sempre 
Sometimes :  às  vezes 
Never :  nunca    

Examples 
  • He always travels by plane(Ele sempre viaja de avião.)
  • My father always goes to church on Sundays(Meu pai sempre vai à igreja ao domingos.)
  • I always get up early(Eu sempre acordo cedo.)
  • You are always late for work(Você está sempre atrasado para o trabalho.)
  • sometimes go out with my friends.
  • Sometimes I go out with my friends.
  • I go out with my friends sometimes. [esse uso é bem mais informal]
  • I’ve never watched this TV program. Is it good?
  • I’ve never seen that girl before. Who is she?
  • I’ve never had a problem like that. What do I do?
  • I’ve never read this book. Can I borrow it?
  • I’ve never done that. This is my first time.

NEWS  from BBC

Indonesia earthquake : huge surge in death toll 

Glossary 
Huge : enorme
Surge : onda
death toll : número de mortos 

At  least 832 people were killed in the devastating earthquake and tsunami that hit the Indonesian Island of Sulawesi , the national disaster agency says .
Many people were reported in the rubble of buildings that collapsed in friday´s 7,5-magnitude eartquake agency , spokesman Sutopo Purwo Nugroho told a news conference .
The eartquake triggered tsunamis waves as high as 6m ( 20ft) , he added .
Rascuers  have been digging by hand in the search for survivors in the city of Palu .
"What we now desperately need is heavy machinery to clear the rubble . I have my staff on the ground , but it´s impossible just to rely on their strenght alone to clear this , " Muhammad Syaugi , head of the national search-and-rescue agency told AFP news agency .
There have also been concerns about the town of Donggala , where the impact is still unclear .
The Red Cross estimates that more than 1.6 million people have been affected by the eartquake and tsunami which it described as tragedy that " could get much worse " .   


Glossary 
Rubble : escombros
Triggered :  acionou , desencadeou
Digging : escavação
Rely : contar com 
Strenght : força 
Concern : preocupação
Unclear : pouco claro
Red Cross : Cruz Vermelha 
Sweep : Varrer

October 03.10.2018 .

Home work . Please read  aloud and translate . (  Voz alta ) .

Why is to hard to say " red lorry , yellow lorry " ? Because your brain gets confused ( not your tongue ) . To prove this , try to mentally articulate " red lorry , yellow lorry " three  times in rapid succession , without moving your lips . Then do the same with the phrase " red lorry , yellow lorry " . Your brain probably has trouble with the first phrase , but not with the second . 
Now try to say " the big black bug bit the big black bear but the big black bear bit the big black bug back and I saw Suzie sitting in a shoe shine shop , where she shines she sits and where she sits she shines  .
How can you explain that ?  The answer is that the brain has to "plan " each sound in series of the words or syllables before you can say it . When two or more similar sounds occur close together the brain gets confused in its plan , and you stumble when you try to say the phrase .
Some people , however , have no difficulty with  these confusing phrases which are called tongue-twisters ( brain-twisters ) . Language expert professor Brian Butterworth of University College London has one student who can say " Peggy Babcock " 120 times in one minute . Try it if have nothing better to do .




Monica´s Gang ( Click aqui )

Translate it and let´s start the conversation .

Good and bad manners ?

In France , greetings people is one of the most basic signs of good manners . Asking for a ticket before greeting the person who is selling it is very rude . As you go into the store , the first thing to do is to greet the clerk .

FAST TALKING AMERICANS

Last  month my  sister-in-law Carol got  married to a young business  man  from Portugal .Carols  was born and raise in São Paulo . Her  husband , Bernardo , is from Lisbon . Like many other portuguese professionals of his  age , Bernardo came to Brazil in search of  better  opportunities - and for  him the gamble has paid off .
In the week before the wedding , I had the pleasure of spending some time with Bernardo"s family . His mom and dad flew into São Paulo , accompanied by Bernardo"s  two younger brothers . The youngest brother brought his  fiancee and  the middle brother  brought his  wife and  three of  their  four  children  ( one is  still a toddler and not  ready for  a trip overseas ) .
During that week , a typical conversation would go something like this :


{ scene : the breakfast  table }

- Bom dia !  I  say to Bernardo"s father .
- Viva ! Estás bom ?  he  replies .

- Os miúdos já se  levantaram ? Bernardo"s mother asks .

Not understanding her  question , I turn to my wife Simone for help .
"She  wants to know if the kids are out of bed yet " , Simone  explains .

The  conversation continues and I strugle to follow  along . To me it  sounds like  entire sillables are  dropped out of the words . I do my  best to fill in  the  blanks . For instance , I hear DE FRENTE  when somebody says  DIFERENTE . And  sometimes  entired  words  get left  out  , like when  Bernardo"s  family  says  POIS instead of  POIS É . Now  I  see why some  brazilians traveling  to Portugal rely on   english as  common language !
The  challenge  I faced speaking  portuguese  with Bernardo"s  family sets the scene for  this month"s  BR 300 . Our passenger  is  SPEAK UP  reader Reinaldo Motta , who sent a e-mail from São Gonçalo , Rio  de  Janeiro , and  asked :   Why  don"t  americans  pronounce  any  words correctly ? Such as  better  they pronounce  BERAR . English man  do it of a right way . Americans say  WARAR instead of  UATER .
Reinaldo , let me begin by saying that we  must  be  careful not to generalize . Consider the  actor Morgan Freeman  . He is american  , but he  speaks so  clearly  that even brazilians can understand  him in his movies . But if you visit a pub in the  East End of London , and  listen to two working class brits  argue  about a football match with their cockney accents  , I doubt either of us  would be  able to understand anything they are  saying .  So the  question isn"t  really why  americans dont pronounce words  correctly , the question is why  americans are  hard to understand when they"re  speaking in informal  situations .
In issue 229 of SPEAK UP  , american writer John Amacher  wrote a great article  called  "How to Talk American " . John is  a  friend of  mine and and  he has lived in São Paulo for  almost  25  years . In the  article  he  points out that  americans tend to shorten and  blend words when they speak quickly -  making it  hard for  brazilians to understand even the  most  basic conversations .  SPEAK UP  readers  know that  WANNA is how  americans  say WANT TO in informal  situations - just as  we  say GOTTA instead of  GOT TO in the  same  situations .
John gives many more , less óbvios examples of informal american speech.
Here  are  just a  few :

SHOULDJA ( shoul you ) as in SHOULDJA be doing that ?
WHYNCHA ( why don"t you ) as in WHYNCHA go tomorrow ?
WHADAYA ( what are you ) as in WHADAYA talkin" about ?
JEW KNOW ( do you know ) WHATCHOO  ( what you )  and oughta   ( ought to )  and  in
JEW KNOW WHATCHOO OUGHTA DO ?

And  my  personal favorite :

JEET JET ?  ( Did you eat yet )

Reinaldo , on behalf of  americans everywhere , I apologize for  making english  so  hard to understand , It"s just   sometimes  we americans get in a hurry and  speak so  fast that the  words blend  together . But the  people do this  everywhere - even in Great Britain and , yes , even  here  in  Brazil .
Consider  these  examples :

Cê-tá bem ?
To-indo papraia .
Noto sabendo di nada .
Perai que já to indo .

For an   american like me , those expressions sound more like tupi-guarani than portuguese . And it  has taken me years of practice  to  understand the linguistic short cuts that   brazilians take when  speaking informally .
So , Reinaldo , if you ever have a hard time understanding  what an american  is  saying , do what I did when I  first  arrived in Brazil .  Say " speak slowly please  " and  keep saying it until WANNA becomes WANT TO , GOTTA becomes GOT TO , and you  hear  the  words  as  clearly as  you see them  written on the  page .


                                                                

GLOSSARY


sister-in-law   : cunhada
raised : criada
in search of  : em busca  de 
the gamble has  paid off : a  aposta  foi boa , apostou e  ganhou
wedding :  cerimônia de casamento  
flew into : vieram de  avião a ...
brought his  fiancee : trouxe sua noiva
toddler : criança de um a dois anos
out of bed yet : já saíram da cama
to struggle to follow  along : penei pra acompanhar a conversa
are dropped out of  words : tiradas das palavras ( deixando lacunas )
I do my best  ... blank : dou o meu máximo para  preencher lacunas 
get left out : eram cortadas
rely on : dependem de
the challege I faced : o desafio que enfrentei
sets the scene : serve de cenário
working class  brits : britânicos da classe operária
accents : sotaques
I doubt either of us : duvido que algum de nós
points out : salienta
to shorten and blend words : encurtar e mesclar      
ought to  :  deveria
on behalf of : em nome dos ...
I apologize : peço desculpas
it has  taken me years of  : levei anos de ...
short cuts : atalhos , contrações
have a hard time : tiver dificuldade para ...
as the subject  : como assunto

------------------------------------------------------------------------------------------
Em cada série de palavras , " denuncie o intruso " , ou seja , identifique a palavra que não pertence ao grupo .

Geography :  river , Earth , mountain , rock , blood , cloud , sky .
Animals     :  rabbit , coyote , bird , heart , grasshopper , fish , caterpillar .
Abstract Nouns : life , time , thought , death , body , feeling , identity .
  
Sites de apoio .

The Wall Street Journal
The Washington Post
The New York Times
Los Angeles Times
Expressões Idiomáticas
Tradutor
Metodologia . Aplicabilidades e Resultados .
Youtube
Grupo Dicas de Inglês
BBC - British Broadcasting Corporation
TV on Line - UNITED KINGDOM - Reino Unido .

Um comentário:

  1. Na França, cumprimentar as pessoas é um dos sinais mais básicos de boas maneiras. Pedir um bilhete antes de cumprimentar a pessoa que está vendendo é muito rude. Quando você entra na loja, a primeira coisa a fazer é cumprimentar o funcionário.

    ResponderExcluir